Política

Bolsonaro não virá mais a Mato Grosso

Coma já se esperava o candidato a Presidência da Repúblitca, Jair Bolsonaro não poderá vir a MT. São informações do deputado federal Victório Galli, presidente do PSL em Mato Grosso – partido do presidenciável Jair Bolsonaro -,o mesmo esteve em São Paulo este final de semana para visitar o colega de parlamento, hospitalizado após sofrer atentado em Minas Gerais. Bolsonaro onde o candidato foi esfaqueado durante ato de campanha na cidade de Juiz de Fora na semana passada. Impedido de ver o correligionário por determinações médicas, Galli publicou um vídeo em seu Facebook que já era esperado informando os eleitores que o candidato Jair Bolsonaro não virá a Mato Grosso  fazer campanha.

“Vamos continuar orando. Iremos assumir a campanha de Jair em Mato Grosso, pois ele não terá mais condições de visitar nosso Estado, mas nós daremos uma linda vitória para o Bolsonaro em nosso querido Mato Grosso”, apostou Galli.
Na semana passada, logo após o incidente, Galli pediu para que todos os seus seguidores - “evangélicos e católicos” – se unissem em oração. Bolsonaro participava de um ato do PSL, na região do Parque Halfald, na cidade de Juiz de Fora, quando um homem identificado pela Polícia Militar como Adélio Bispo de Oliveira desferiu uma facada na região do tórax do candidato. O agressor foi preso, conforme a PM bastante machucado, após uma tentativa de linchamento. Ele assumiu a autoria do crime.
Conforme um boletim médico divulgado pelo Hospital Israelita Albert Einstein, onde Bolsonaro está internado, o candidato segue na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas seu quadro é estável. Em um dos vídeos publicados por Victório Galli, ele afirma que o presidenciável será submetido a uma nova cirurgia.
“Ele vai ter que passar por uma cirurgia para a reconstrução do intestino. Vamos orar para que Deus possa abençoar e vamos tocar com muita garra a campanha”, declarou. “Bolsonaro não poderá mais fazer campanha de rua, então nós iremos orar e fazer sua campanha”, acrescentou.

Copyright © 2017  Notícias de Hoje -  Telefone: (65) 3358-5258 - Todos os direitos reservados.