Mato Grosso, 02 de Setembro de 2014
18:11:22h

Editoriais


Enquete

Notícias

Política

Ago
30
11:56h - Comentários
Postado por: Administrador
Marina sobe 13 pontos, alcança Dilma e venceria no 2º turno

atafolha divulgou, nesta sexta-feira (29), nova pesquisa sobre a corrida presidencial, que aponta empate entre Marina Silva (PSB) e Dilma Rousseff (PT). As duas candidatas aparecem com 34% das intenções de voto e, em uma possível disputa no 2º turno, Marina venceria com diferença de 10 pontos. Na última pesquisa, divulgada em 18 de agosto, a candidata do PSB tinha 21% das intenções de votos, e Dilma, 36%.

 

Na sequência, Aécio Neves (PSDB) tem 15%, e Pastor Everaldo (PSC), 2%. José Maria (PSTU), Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro (PSOL), Rui Costa Pimenta (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) não alcançaram 1% das intenções de voto.

 

Encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo, a pesquisa entrevistou 2.874 eleitores, em 178 municípios, entre esta quinta e sexta-feira. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00438/2014.

 

 

 

Segundo turno

O Datafolha simulou dois possíveis cenários de segundo turno, entre Dilma e Marina, e Dilma e Aécio. Em disputa com a candidata do PSB, a atual presidente perderia por 10 pontos - Marina teve 50% das intenções de voto, enquanto Dilma, 40%. Brancos e nulos somaram 7%, e 3% não souberam ou não responderam.

 

Em caso de disputa entre Dilma e Aécio, a candidata do PT venceria com 48%, contra 40% do tucano. Brancos e nulos somaram 9%, e 4% não souberam ou não responderam.

 

Avaliação da presidente

Segundo a pesquisa, a administração da presidente Dilma Rousseff tem a aprovação de 35% dos entrevistados - no levantamento anterior, eram 38% -, que classificaram o governo como "ótimo" ou "bom".

 

Os que julgaram como "ruim" ou "péssimo" eram 23%, e agora são 26%, enquanto 39% acreditam que o governo é "regular" - no levantamento anterior, eram 38%. Eleitores que não souberam responder somaram 1%.

 

SAIBA MAIS

Na pesquisa Datafolha divulgada em 18 de agosto, no primeiro turno Dilma tinha 36% das intenções de voto, Marina 21%, e Aécio, 20%. Brancos e nulos somavam 8%, enquanto 9% não souberam ou não responderam.

 

Em possível disputa no segundo turno, a pesquisa anterior apontou que Marina venceria de Dilma com 47%, contra 43% da candidata do PT. Brancos e nulos somaram 6%, enquanto 4% não souberam ou não responderam.

 

Ainda de acordo com a pesquisa anterior, Dilma venceria de Aécio com 47%, contra 39% do tucano. Brancos e nulos somaram 9%, e 5% não souberam ou não responderam.

Ago
14
10:32h - Comentários
Postado por: Administrador
Morte de Eduardo Campos é destaque nos principais jornais internacionais

A mídia internacional deu destaque para a morte do candidato presidencial Eduardo Campos (PSB), nesta quarta-feira (13). Eduardo Campos morreu na queda de um avião de campanha em uma área residencial da cidade de Santos, em São Paulo. O jornal espanhol El País disse que a morte de Eduardo Campos representa uma mudança radical na campanha eleitoral brasileira. O britânico The Guardian disse que a morte do candidato deixa as eleições de outubro em desordem. Outros jornais como os americanos The New York Times, Washington Post e o argentino Clarín também destacaram a morte de Campos.

 

O jornal espanhol El País postou a notícia logo após uma publicação lamentando a morte de Campos feita por Marina Silva via Twitter, vice-presidente de sua candidatura, antes mesmo da confirmação oficial por autoridades. No momento em que a matéria foi publicada pelo El País, os bombeiros já haviam retirado três corpos carbonizados de dentro da aeronave, mas nenhum deles havia sido identificado até então. O jornal apontou também que a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, cancelou sua campanha por três dias.

 

A notícia do acidente também aparecia com forte destaque na mídia argentina. O jornal Clarín ressaltou o fato de que Campos ocupava o terceiro lugar na corrida presidencial das eleições de outubro e lembrou também da parceria do candidato com Marina Silva. A confirmação da morte de Eduardo Campos teria sido feita pelo deputado Julio Delgado em uma conversa por telefone com o deputado federal Márcio Franca, presidente estadual do PSB em São Paulo.

 

No Washington Post, foi publicado um comunicado oficial feito pela presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição. “Todo o Brasil está de luto. Perdemos um grande brasileiro”, teria dito a presidente em seu blog oficial, de acordo com o jornal norte-americano.

 

O The Guardian lamentou morte de candidato

O The Guardian lamentou morte de candidato

O britânico The Guardian disse que a campanha eleitoral foi lançada à incerteza com a perda do candidato. O jornal lembrou que outras seis pessoas faleceram no acidente além de Campos e disse que as mortes provocaram uma onda de luto em todo o país. O britânico disse que o ex-governador de Pernambuco tinha uma relação amigável com o meio empresarial e chocou a sociedade ao se aliar à ambientalista Marina Silva na composição de sua chapa eleitoral.

 

O The Guardian apontou declarações de outros políticos brasileiros, como o deputado federal e ex-jogador de futebol Romário que teria dito que “sob a liderança de Campos, o Brasil teria um futuro melhor”. O jornal britânico lembrou também que Campos havia participado na véspera de uma entrevista ao vivo no televisão brasileira e que era esperado que a entrevista alavancasse os números da votação para Campos.

 

“Grande mudança política”

 

O norte-americano The New York Times deu destaque para o comunicado do vice-presidente Michel Temer (PMDB), que classificou o acidente como “uma tragédia para a política brasileira”. Segundo o jornal, Temer teria dito que Campos era um político de “princípios e valores” e que estava chocado com o acidente.

 

O The New York Times trouxe também um depoimento do vereador Eliseu Gabriel (PSB) dizendo que o partido ainda precisa avaliar a situação para tomar qualquer decisão sobre a forma de avançar e que, no momento, a campanha do partido irá ter uma pausa. Gabriel teria dito ao jornal norte-americano que Campos “representava uma grande esperança para uma mudança profunda na política brasileira” e que “tinha grandes chances de levar a candidatura até um segundo turno”.

Jul
25
17:22h - Comentários
Postado por: Administrador
Primeiro-ministro de Israel afirma que a guerra vai ser longa

O confronto entre as forças de defesa de Israel e os radicais do Hamas na Faixa de Gaza completou, nesta segunda-feira (28), três semanas. Os esforços diplomáticos por uma trégua duradoura não tiveram efeito e o que se viu foi um aumento do número de mortos nos dois lados do front.

Ainda era madrugada no Oriente Médio quando o Conselho de Segurança da ONU pediu um cessar-fogo imediato e incondicional.

Israelenses e palestinos ainda estavam dormindo e não escutaram, ou não deram ouvidos. Era também o começo de um dia importantíssimo pros muçulmanos, o Eid al-Fitr, quando eles comemoram o fim do mês sagrado do Ramadã e se reúnem em torno de mesas fartas para celebrar união.

Mas em Gaza, quando teve celebração, foi entre os escombros. O dia amanheceu com os mísseis do Hamas atravessando os céus. E tanques respondendo aos ataques.

À tarde, perto da praia, em Gaza, crianças estavam brincando quando uma explosão atingiu um campo de refugiados e um hospital.

O Ministério da Saúde de Gaza disse que oito crianças e dois adultos morreram. O Hamas acusou Israel. E Israel disse que foram foguetes desgovernados do Hamas. "Foram os terroristas em Gaza que atingiram o campo e o hospital", afirmou Peter Lerner, porta-voz das forças israelenses.

Mais uma vez, militantes do Hamas invadiram Israel por terra, usando túneis. Um dos invasores morreu e os outros eram procurados perto da fronteira.

Um foguete lançado de Gaza acabava de matar quatro soldados a dois quilômetros de onde a gente gravava imagens. Um quinto soldado morreu em combate.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse que foi um dia doloroso. Netanyahu atacou o Conselho de Segurança da ONU por não mencionar o pedido israelense para desmilitarizar a Faixa de Gaza. E afirmou que a guerra vai ser longa. "Vamos continuar agir de forma firme e responsável até completar a nossa missão", avisou ele.

O número de mortes do lado israelense subiu pra 51, sendo 48 soldados. E, entre os palestinos, são 1.067, com mais de 70% de civis.

O secretário-geral da ONU, que voltou no domingo para Nova York depois de visitar a região, fez um apelo: "Em nome da humanidade a violência tem que parar".

Quando anoiteceu, mais uma bateria de mísseis foi lançada na direção de Israel. É uma noite de bombardeios intensos. A gente ouve o tempo todo o som dos tanques israelenses, os foguetes disparados pelo Hamas. Apesar dos pedidos do Conselho de Segurança da ONU, do telefonema do presidente americano Barack Obama pro primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, tudo não passou de ilusão diplomática.

Jul
07
09:58h - Comentários
Postado por: Administrador
Projeção de crescimento da economia cai pela sexta semana seguida

A projeção de instituições financeiras para o crescimento da economia este ano continua em queda. Pela sexta vez seguida, a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, foi reduzida. Desta vez, a projeção passou de 1,10% para 1,07%. Para 2015, a expectativa é de crescimento um pouco maior: 1,5%, a mesma da semana passada. Essas projeções são do boletim Focus, resultado de pesquisa semanal do Banco Central (BC) com instituições financeiras.

 

Para a produção industrial, a projeção de retração passou de 0,14% para 0,67%. No próximo ano, as instituições financeiras esperam por recuperação da produção industrial, com crescimento de 2,10%, contra 2,20% previstos na semana passada.

 

A projeção para a cotação do dólar segue em R$ 2,40, neste ano, e em US$ 2,50, em 2015.

 

As instituições financeiras também mantiveram a projeção para a taxa básica de juros, a Selic, ao fim de 2014, no atual patamar de 11% ao ano. Para o fim de 2015, a expectativa segue em 12% ao ano.

 

Para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a estimativa permanece em 6,46%, este ano, e em 6,10%, em 2015.

 

A pesquisa semanal do BC também traz a mediana (desconsidera os extremos) das expectativas para a inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), que passou de 5,45% para 5,33%, em 2014, e segue em 5,50%, em 2015. Para o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), a estimativa foi ajustada de 5,44% para 5,35%, este ano, e de 5,50% para 5,57%, em 2015.

 

A estimativa da inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) passou de 6,04% para 5,77%, em 2014, e de 5% para 4,79%, em 2015.

Jun
27
10:56h - Comentários
Postado por: Administrador
Arrecadação chega a R$ 87 bilhões em maio

A arrecadação de impostos e contribuições federais chegou a R$ 87,897 bilhões em maio, em termos nominais. O valor representa queda de 5,95% em comparação ao mesmo período do ano passado, já corrigida pelo IPCA. É o valor mais baixo desde 2011 para meses de maio e a primeira baixa do ano. Os números foram divulgados hoje (27) em Brasília. Nos primeiros cinco meses do ano, a arrecadação ficou em R$ 487, 207 bilhões, crescimento real de 0,31%.

 

Segundo a Receita Federal, o resultado foi influenciado pela arrecadação do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) nos meses de janeiro e fevereiro. Houve também, em maio do ano passado, arrecadação extraordinária de R$ 4 bilhões – o que não ocorreu no mês passado.

 

Outro fator que pesou foram as reduções de impostos para estimular o setor produtivo diante da crise iniciada em 2008 e que ainda influencia a economia. Entre as iniciativas estão a desoneração da folha de pagamento, da cesta básica e redução no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na base de cálculo do PIS/Cofins – Importação.

Jun
24
12:29h - Comentários
Postado por: Administrador
57% dos jovens entre 16 e 24 anos não têm interesse em votar

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral e do IBGE, apenas apenas 25% dos brasileiros com 16 e 17 anos tiraram o título de eleitor para votar em outubro. Desde 2006, esse índice registra quedas sucessivas. Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e Ibope também aponta que 26% da população não estão interessados nas eleições de outubro, quando os brasileiros irão às urnas para eleger presidente, governador, senador e deputados. Conforme a pesquisa, 16% dos entrevistados disseram estar “muito interessados” nas eleições deste ano, 29% responderam “interesse médio" e 29% avaliaram ter “pouco interesse”.

 

Para o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, os percentuais indicam insatisfação das pessoas. De acordo com a pesquisa, a maior parte dos jovens e das pessoas com 45 anos a 54 anos não estão interessadas na eleição. Dos entrevistados entre 16 anos e 24 anos, 12% disseram ter muito interesse no pleito. Somando os que responderam muito interesse com médio interesse, chega-se a 43%. Quando se soma os que escolheram pouco interesse com nenhum, atinge-se 57%.

 

As contradições da política nacional, com alianças bizarras, falta de ética e mudanças de posição de acordo com as conveniências, devem explicar a falta de interesse dos jovens pelas eleições.

Jun
23
11:48h - Comentários
Postado por: Administrador
Cientistas descobrem ligação entre estresse e doenças cardíacas

Que o estresse pode levar a complicações cardíacas e até ao infarto, todos já sabem. Mas agora os cientistas da Escola Médica de Harvard em Boston conseguiram, pela primeira vez, achar elementos que de fato liguem o sintoma à doença. 

A causa, segundo o estudo, seria a produção excessiva de células brancas (leucócitos), estimulada por altas cargas emocionais, que bloqueariam as artérias e outras partes do sistema cardiovascular, impedindo a circulação regular do sangue causando os problemas relacionados ao coração. De acordo com os pesquisadores, o estresse ativaria as células-tronco da medula óssea, que por sua vez gerariam em excesso as células brancas.

 

Para encontrar a ligação, a equipe de Harvard observou 29 colegas médicos que trabalham em unidade de terapia intensiva (UTI), ambiente considerado um modelo para exposição ao estresse crônico por conta do ritmo rápido e pesada responsabilidade que carregam para decisões de vida ou morte.

 

Comparando as amostras de sangue colhidas durante as horas de trabalho e de folga, bem como os resultados de questionários de percepção de estresse, os pesquisadores descobriram que a ligação entre estresse e sistema imunológico estaria na produção excessiva de células brancas.

 

Os leucócitos são uma forma de defesa do organismo, produzidos para combater principalmente infecções, mas a produção excessiva causada pelo estresse quebraria o equilíbrio do corpo humano. Ela também causaria danos a mais a pessoas que sofrem de aterosclerose, ou seja, espessamento das paredes das artérias causada pelo acúmulo de placa bacteriana.

Jun
10
19:51h - Comentários
Postado por: Administrador
IR: 1º lote de restituição pagará R$ 1,9 bilhão

A partir das 9 horas desta quarta-feira, 11 de junho, estará disponível para consulta o primeiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física de 2014, que contempla 1.350.668 contribuintes, totalizando mais de R$ 1,9 bilhão.

 

O lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física contempla também restituições de 2013 (ano-calendário 2012), 2012 (ano-calendário 2011), 2011 (ano-calendário 2010), 2010 (ano-calendário 2009), 2009 (ano-calendário 2008) e 2008 (ano-calendário 2007).

 

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet (http://www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

 

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

 

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

 

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Jun
10
19:51h - Comentários
Postado por: Administrador
PMDB aprova apoio a Dilma nas eleições de outubro

JB

 

Em votação secreta, marcada por uma dissidência de quase 41%, os delegados peemedebistas presentes na Convenção Nacional realizada nesta terça-feira (10) em Brasília aprovaram a reedição da chapa Dilma-Michel Temer, na coligação PMDB-PT para as eleições presidenciais de 2014. Foram 398 votos (59,13%) a favor e 275 (40,87%) contra. Houve ainda 64 votos brancos, nulos e ausentes, segundo a assessoria do PMDB. Na convenção de 2010, a votação registrou 84,85% de votos favoráveis à escolha de Temer como vice de Dilma.

 

Embora o discurso do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (RJ), tenha sido de apoio a Dilma, sabe-se que a bancada fluminense votou contra a coligação, a exemplo dos parlamentares gaúchos e paranaenses. Isso, na verdade, mostra que Pezão ou é cínico, irônico, ou debochado. Pezão parece ter esquecido o almoço oferecido pelo PMDB fluminense ao candidato Aécio Neves, quando foi fechado o apoio ao tucano com a presença de todos os parlamentares que detêm a maioria dos votos. Pezão quer fazer o eleitor de bobo ou de 'otário'.

 

Já em seu discurso, Michel Temer destacou a vitalidade dos peemedebistas: “quero não apenas agradecer, mas revelar aquilo que se vê fisicamente neste auditório: o PMDB é essa força extraordinária”. "Desde ontem eu estou sensibilizado, em nome do PMDB, pelo apoio carinhoso, não é apenas o apoio político, mas o apoio fraterno, no sentido que sustentou a revolução francesa", afirmou.

 

Para Temer, o PMDB garantiu a grande evolução social do país, “por isso que nós estamos nos habilitando para continuar esta coalizão, que será muito útil para o país”. “O Brasil continuará se desenvolver por conta dessa aliança e abrindo espaço para que o PMDB ocupe todos os espaços políticos neste país”, disse.

 

E concluiu: “não quero aplausos para mim, quero aplausos para o maior partido do Brasil, que é o PMDB”.

 

 

Jun
03
09:12h - Comentários
Postado por: Administrador
Felipão admite que pode trocar time titular antes de estreia

O técnico Luiz Felipe Scolari admitiu que pode trocar algum titular da Seleção Brasileira antes da estreia na Copa do Mundo. O treinador, que iniciou os trabalhos na Granja Comary com a mesma equipe que ganhou a Copa das Confederações entre os 11 iniciais, ressaltou que se algum dos reservas estiver rendendo mais, ele pode colocá-lo de titular no duelo contra a Croácia, no dia 12 de junho.

 

"Se eu notar que algum dos jogadores que eu imaginava não esteja em boas condições, em melhores condições, posso trocar sim", contou. O treinador voltou a afirmar que não lhe agradou a forma como o time jogou o treino coletivo realizado neste domingo. E ressaltou que a ausência do volante Paulinho na atividade, que se recupera de uma pancada no tornozelo, não justifica a queda de rendimento do time.

 

"Não gostei mesmo, não estava legal aquilo que eu estava vendo. O Paulinho é um jogador que estava mais acostumado, tem mais frequência. Mas se não joga Paulinho, Pedrinho, Juca, quem entra tem que estar acostumado, já tem que saber como funciona", afirmou Felipão. que lembrou que fará alguns testes na partida desta terça-feira contra o Panamá, em Goiânia.

 

Felipão pediu empenho dos jogadores

Felipão pediu empenho dos jogadores

"Farei seis alterações no jogo desta terça. Em princípio, já decidi por quatro independente do andamento do jogo. Vou esperar as outras duas com uma ou outra posição que possa ter que fazer alguma alteração por questão física ou técnica", disse.

 

Apesar de fazer o alerta para possíveis mudanças na equipe, Felipão contemporizou e disse que nem sempre todas as broncas que dá no banco tem que ser levada com seriedade. Por outro lado, reafirmou que ainda falta alguma coisa em relação ao desempenho do time que ganhou a Copa das Confederações de 2013.

 

"Vocês também não precisam levar a ferro e fogo minhas palavras. Eu dou bronca, esbravejo, reclamou, mas depois vou examinar, repensar. São reações do técnico na hora. Não gostei pronto, chiei na hora. Por isso que tenho uma comissão técnica para me ajudar a fazer essa reflexão, não levem tanto para o lado ruim ou lado bom, não é assim", afirmou.

 

"Só não podemos perder aquilo que tínhamos de identidade. Nossa identidade foi ganha antes da Copa das Confederações. Era aquele estilo, aquela pegada, não pode mudar. O básico não pode esquecer, por isso estou cobrando. Cobrei ontem, vou cobrar hoje na palestra. Claro que falta um pouco de perna pela temporada, mas o resto vou cobrar".

 

Sem as presenças do zagueiro Thiago Silva e dos volantes Paulinho e Fernandinho, que ficaram na Granja Comary para trabalhos físicos, o time titular treinou movimentação de posse de bola e cobranças de escanteio, sem adversários. Do outro lado os reservas praticaram cruzamentos e chutes a gol. Após cerca de 20 minutos, Felipão trocou as equipes.

 

Com esta formação Felipão colocará nesta terça, contra o Panamá, um time em campo com duas mudanças em relação ao que conquistou a Copa das Confederações no último ano. Dante e Ramires são as novidades nos lugares dos poupados Thiago Silva e Paulinho, que devem voltar a jogar no dia 6 de junho, quando o Brasil enfrenta a Sérvia em São Paulo.

 

Broncas abafadas

 

Diferente dos treinos da Granja Comary, quando era possível ouvir com clareza as orientações e broncas de Felipão, nesta segunda-feira o treinador comandou a equipe com as palavras abafadas pelo público. Vinte mil ingressos foram distribuídos gratuitamente para o único treino aberto que a Seleção fará até a Copa do Mundo.

 

No último domingo ficou clara a irritação de Felipão principalmente com a recomposição da defesa em contra-ataques e na marcação dos escanteios. A entrada de Ramires como volante visa ganhar velocidade nesta recomposição e na ligação com o ataque.

Contato
E-mail: noticiasdehoje@hotmail.com
Fones: (65) 9684-6365/8109-1153

Perfil do Noticias de Hoje